Posted By WiFeed
Wi-Fi 6: nova nomenclatura e principais melhorias

A próxima geração da tecnologia Wi-Fi já foi divulgada, o “Wi-Fi 6”, e começará a ser implementado nos diversos dispositivos a partir do ano que vem. Mas o que isso muda no uso que você faz da internet? Vamos explicar as diferenças desta nova tecnologia e suas principais mudanças.

 

Evolução da tecnologia Wi-Fi

Para um melhor entendimento das novas nomenclaturas Wi-Fi, precisamos entender a evolução desta tecnologia e algumas nomenclaturas mais técnicas.

Em 1997 começaram as surgir os primeiros roteadores com tecnologia Wi-Fi para o uso doméstico, oferecendo velocidades de link de 2Mbit/s. Posteriormente, em 1999 a tecnologia evoluiu para velocidades de 11Mbit/s. Para se ter noção, hoje estas velocidades chegam a 1.300Mbit/s, estamos falando de velocidades 650 vezes mais rápidas do que eram naquela época.

Durante esta tragetória, tivemos algumas tecnologias Wi-Fi importantes à época, como a introdução do 802.11g em 2003 (54Mbit/s) e 802.11n em 2009 (600Mbit/s). Outro passo significativo e mais recente, foi a introdução de roteadores de banda dupla com bandas de 2,4GHz e 5GHz, ligadas à chegada do 802.11n, que poderia oferecer velocidades mais rápidas em intervalos de frequência menores.

O Wi-Fi 6 é um novo incremento nesta tecnologia, que aumentará a velocidade e taxa de transferência de dados, além de diminuir a interferência entre as faixas de canais. A nova tecnologia permitirá velocidades de 4x a 10x no Wi-Fi tradicional. É claro que este incremento dependerá da velocidade de internet disponibilizada pelo seu provedor, se a velocidade ofertada for menor do que o limite de velocidade do Wi-Fi 6, o usuário não aproveitará todo o potencial da rede.

Outra melhoria que o Wi-Fi 6 trará é a eficiência aprimorada, o que significa um menor consumo de energia dos aparelhos. Além disso, o refinamentos em hardware e firmware devem significar melhor desempenho em com alto número de conexões simultâneas. Isso não quer dizer que uma série de outros fatores como paredes, microondas e o número de pessoas fazendo download, por exemplo, não trarão impactos nas velocidades finais que você vê.

 

Mudança da nomenclatura

Além das mudanças na tecnologia, o Wi-Fi traz também a mudança na nomenclatura do sistema. Seguindo a linha de nomes já adotados hoje, o termo técnico para o Wi-Fi 6 é 802.11AX, porém isto dificulta o entendimento para o usuário comum. Visando facilitar o entendimento e a comparação entre os dispositivos, criou-se esta nova maneira de nomear o Wi-Fi. Sendo assim, passaremos a ter o Wi-Fi 6, Wi-Fi 5, Wi-Fi 4 e assim por diante, onde quanto maior o número, melhor e mais recente é a tecnologia embarcada.

 

Impactos para o usuário

Como geralmente acontece, o Wi-Fi 6 será compatível com todos os equipamentos Wi-Fi existentes, portanto, mesmo que algum equipamento não tenha suporte ao novo padrão, ele funcionará bem com sua configuração atual. A única diferença é que você simplesmente não conseguirá obter as velocidades mais rápidas até que tudo esteja habilitado para Wi-Fi 6.

Esta tecnologia ainda pode demorar um pouco até ser bastante difundida. Quando dizemos 2019, é o ano em que os primeiros dispositivos Wi-Fi 6 aprovados começarão a aparecer no mercado, então podem levar alguns meses ou anos até que seja amplamente utilizado.

Mesmo se você não tiver problemas com as velocidades de download e upload agora, o Wi-Fi 6 destina-se a consertar alguns dos pontos problemáticos que ainda atormentam os usuários: tentar obter uma conexão decente em um espaço lotado, por exemplo, ou tentar conectar 20 diferentes dispositivos para o mesmo roteador doméstico sem que o desempenho na rede sem fio perca velocidade.

Se você pensar no número de aparelhos de som, televisão e luzes inteligentes configurados na casa moderna, qualquer coisa que agregue mais capacidade à rede é vista com bons olhos. E, claro, essas velocidades de transferência de dados mais rápidas também não prejudicam.

Acredito que além dos ganhos de performance, uma importante mudança é a alteração da nomenclatura, pois facilitará o entendimento e a comparação na hora que o consumidor for comprar um dispositivo.

Deseja saber mais? Entre em contato com o nosso time do WiFeed e fique de olho em nosso blog!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *